Revista Jesus Histórico e sua Recepção - Ano XIV [2021] - volume 26
pp.1-436

Dossiê – Apresentação [Leia - pp.1-4]

 


Developments in the Study of Religion and Popular Culture: The Case of Japan

Desenvolvimentos no estudo da religião e da cultura popular: o caso do Japão
[Leia - pp.5-15]


Doutorando Raditya Halimawan
Nuradi Kyushu University 

 

Abstract: The popularity of Japanese cultural products such as anime and manga has piqued students' interest in learning more about Japanese culture. Recent hits such as Your Name or Demon Slayer to classics from Studio Ghibli such as My Neighbour Totoro and Spirited Away contain a plethora of themes and imageries with references to religion and the supernatural. While words such as Shinto might have become familiar for fans of anime, those who are interested in looking deeper at the connections between religion and popular culture would need to consult secondary sources. Scholarly interests in the topic have grown year by year, and yet with such diverse materials, students might be confronted with the question of how to study this topic. This article will provide an overview of some of the approaches, methods, and frameworks that scholars have adopted in religion and popular culture, with a focus on Japan. This article will also suggest new directions for the field, discuss areas yet to be explored, and consider possible challenges upon researching the topic. As a student of religion myself, most of my interests lie in this phenomenon we call religion and how we can better understand it, and as such most of the scholarship that will be discussed in this article are works by scholars of religious studies. The topic itself is inherently disciplinary and researchers interested in literature or anthropology would formulate a very different set of questions and lead to very different approaches.

Keywords: Japan, religion, popular culture, approaches, contemporary

Resumo: A popularidade dos produtos culturais japoneses, como anime e mangá, despertou o interesse de alunos em aprender mais sobre a cultura japonesa. Sucessos recentes, como Kimi ni na wa ou Demon Slayer, e clássicos do Studio Ghibli, como Tonari no Totoro e A viagem de Chihiro, contêm uma infinidade de temas e imagens com referências à religião e ao sobrenatural. Embora palavras como shinto possam ter se tornado familiares para fãs de anime, aqueles que estão interessados em olhar mais a fundo para as conexões entre religião e cultura popular precisam consultar fontes secundárias. O interesse acadêmico no tópico tem crescido ano a ano e, ainda assim, com materiais tão diversos, os alunos podem se deparar com a questão de como estudar este tópico. Este artigo fornecerá uma visão geral de algumas das abordagens, métodos e estruturas que os estudiosos adotaram na religião e na cultura popular, com foco no Japão. Este artigo também irá sugerir novos rumos para o campo, discutir áreas ainda a serem exploradas e considerar possíveis desafios ao pesquisar o tema. Como um estudante de religião, a maior parte de meus interesses reside neste fenômeno que chamamos de religião e como podemos entendê-lo melhor, e como tal, a maioria dos estudos que serão discutidos neste artigo são trabalhos de especialistas em estudos religiosos. O tópico em si é inerentemente disciplinar e pesquisadores interessados em literatura ou antropologia formulariam um conjunto muito diferente de questões e levariam a abordagens muito diferentes.

Palavras-chave: Japão, religião, cultura popular, abordagens, contemporâneo

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Alguns apontamentos sobre a chegada do budismo ao Japão: fontes e problemas

Some Notes on the Arrival of Buddhism in Japan: sources and problems
 [Leia - pp.16-34]

Prof. Me. Larissa Bianca Nogueira Redditt
Kyushu University
http://lattes.cnpq.br/1256662973025196

Mestrando Daniel Aaron Feldbaum
Kyushu University 


Resumo: Por mais de um milênio, a narrativa imperial oficial da chegada do budismo ao arquipélago japonês no século VI, contida em fontes antigas como o Nihon Shoki, foi considerada um fato histórico. Ao longo do último século, novas descobertas arqueológicas mostraram que a história oficial é altamente problemática e em grande parte imprecisa. Apesar das evidências arqueológicas em contrário, muitos ainda aderem à história oficial ao escrever sobre este tópico. Este artigo examinará as rotas pelas quais o budismo chegou ao Japão com base em um diálogo entre arqueologia e história. 

Palavras-chave: Antiguidade japonesa, período Kofun, budismo, cultura material, Nihon Shoki.
           
Abstract: For over a millennium the official imperial narrative of the arrival of Buddhism to the Japanese archipelago in the sixth century put forth by ancient sources such as the Nihon Shoki has been taken as historical fact. Over the last century new archaeological findings have shown that the official story is highly problematic and largely inaccurate. Despite the archaeological evidence to the contrary, many scholars still adhere to the official story when writing on this topic. This article will examine the routes through which Buddhism arrived in Japan based on a dialogue between archaeology and history. 

Keywords: Ancient Japan, Kofun period, Buddhism, material culture, Nihon Shoki.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O impacto da atividade missionária jesuíta no Japão dentro da Segunda Escolástica 

The impact of the Jesuit missionary activity in Japan within the Second Scholastics
[Leia - pp.35-50]

Dra. Renata Cabral Bernabé
Universidade de Tohoku 

 

Resumo: Na tentativa de compreender e categorizar o novo mundo que se lhes apresentava após as Grandes Navegações, os missionários católicos acabaram por transformar uma série de conceitos de forma a abarcar uma nova realidade que se impunha. Um desses conceitos foi o de "religião", o qual precisou ser reformulado para ser utilizado para descrever sociedades cujas histórias se desenvolveram absolutamente alheias ao cristianismo. Cada uma dessas sociedades apresentou diferentes desafios ao pensamento cristão medieval. As respostas a tais desafios, por sua vez, também variaram de acordo com os agentes europeus envolvidos. O presente artigo se propõe a analisar as respostas dadas por alguns dos missionários jesuítas, participantes do movimento filosófico conhecido como Segunda Escolástica, aos desafios impostos pela atividade missionária no Japão.

Palavras-chave: Alessandro Valignano, Japão, Tomás de Aquino, catecismo, religião, razão.

Abstract: In an attempt to understand and categorize the new world that had been uncovered after the Great Navigations, the Catholic missionaries ended up transforming a host of concepts in order to embrace that new reality. One of these concepts was that of "religion", which had to be reformulated in order to describe societies whose history developed absolutely apart from Christianity. Each of these societies presented different challenges to the Medieval Christian thought. The responses to such challenges also varied, according to the European agents involved. The present article proposes to analyze the responses given by some of the Jesuit missionaries, participants of the philosophical movement known as Second Scholasticism, to the challenges posed by missionary activity in Japan.

Keywords: Alessandro Valignano, Japan, Thomas Aquinas, catechism, religion, reason.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Francisco Xavier, Luís Fróis e Alessandro Valignano: o discurso jesuítico e a construção da alteridade japonesa no século 16

Francis Xavier, Luis Frois and Alessandro Valignano: the Jesuit discourse and the construction of Japanese alterity in the 16th century
 [Leia - pp.51-63]

Doutor Jorge Henrique Cardoso Leão
Universidade Federal Fluminense
Prefeitura do Rio de Janeiro
lattes.cnpq.br/7980024420105943;

 

Resumo: O artigo tem por objetivo analisar historicamente a construção da alteridade japonesa a partir do discurso jesuítico dos padres que mais influenciaram em termos de observação, prática e método, o processo de evangelização do Japão. Para as diferentes gerações de missionários que atuaram no arquipélago japonês, o pensamento de Francisco Xavier, Luís Fróis e Alessandro Valignano foram decisivos na criação de um retrato etnográfico acerca da população nipônica no século 16.

Palavras-chave: Alteridade Japonesa, Jesuítas no Japão, Francisco Xavier, Luís Fróis, Alessandro Valignano.

Abstract: This article analyzes the construction of Japanese alterity based on the Jesuit discourse of the priests who most influenced, in terms of pratice and method, the process of evangelization in Japan. For the different generations of missionaries who worked in Japan, the thought of Francis Xavier, Luis Frois and Alessandro Valignano were decisive for the creation of an ethnographic image about the Japanese people in the 16th century.

Keywords: Japanese Alterity, Jesuits in Japan, Francis Xavier, Luis Frois, Alessandro Valignano.


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Between two paradises: Impressions of Brazil and Japan in the chronicles of their 16th century Visitors

Entre dois paraísos: impressões do Brasil e do Japão nas crônicas de seus visitantes do século XVI
[Leia - pp.64-87]

Dra Angélica Alencar
UFPE
lattes.cnpq.br/106227185247974

 

ABSTRACT: With globalization a reality that the Web helps bringing forth everyday, it may be difficult to imagine that more than five hundred years ago religious men, traders and adventurers hopped into the first transoceanic vessels and sailed into the unknown. Sponsored by either the Portuguese or Spanish crowns, they had the double goal of discovering new lands to expand their commercial enterprises while guiding any lost souls to the warm embrace of the Catholic Church. The discoveries - or the very late European understanding that the world was a lot bigger and more varied than expected - opened the doors of West and East to the Old Continent. And after reading the tropical tales of the then Land of Santa Cruz, and the wonders of the Land of the Rising Sun written by missionaries, it became obvious that knowledge as defended by them was also relative. Consequently, their beliefs had to be adapted to different realities in order to be understood and eventually followed. The difficult paths undertaken by these men, members of a young religious Order, the Society of Jesus, have been largely studied ever since. But the official summaries of their first impressions of Brazil and Japan were never fully compared. Alessandro Valignano (1539-1606), the Asian Visitor, and Fernão Cardim (1548-1625), secretary of the Brazilian Visitor, are the authors of these chronicles. Thus, analyzing their interpretations and their decisions regarding the future of both Jesuit missions, as written in the Sumario de las Cosas de Japon (1583) and the Tratados da Terra e Gente do Brasil (1583/85), may help understanding the famous accommodation methodology better.

Key-words: Jesuits, Accommodation, Brazil, Japan, 16th century.

Resumo: Com a globalização sendo uma realidade que a Internet ajuda a trazer à tona diariamente, pode ser difícil imaginar que mais de quinhentos anos atrás homens religiosos, mercadores e aventureiros pularam nos primeiros navios transoceânicos e navegaram pelo desconhecido. Patrocinados tanto pelas coroas Portuguesa quanto pela Espanhola, eles tinham o objetivo duplo de descobrir novas terras e expandir o comercio, ao mesmo tempo que guiariam almas para o abraço caloroso da Igreja Católica. As descobertas - ou a atrasada realização européia de que o mundo era bem maior e mais variado do que o esperado - abriu as portas do Oeste e do Leste para o Velho Continente. E depois de ler as histórias tropicais da então Terra de Santa Cruz, bem como as maravilhas da Terra do Sol Nascente escritas por missionários, tornou-se claro que o conhecimento defendido por eles também era relativo. Consequentemente, as crenças tiveram que ser adaptadas para as diferentes realidades a fim de se fazerem compreender e serem eventualmente seguidas. Os caminhos tortuosos seguidos por esses homens, membros de uma jovem Ordem religiosa, a Sociedade de Jesus, tem sido largamente estudados desde então. Mas os sumários oficiais das suas primeiras impressões do Brasil e do Japão nunca foram propriamente comparados. Alessandro Valignano, o Visitador Asiático, e Fernão Cardim, secretário do Visitador Brasileiro, são os autores dessas crônicas. Suas interpretações e as decisões com relação ao futuro das missões como escritos no Sumario de las Cosas de Japon (1583) e no Tratados da Terra e Gente do Brasil (1583/85), podem ajudar a compreender melhor a famosa metodologia de adaptação dos Jesuítas.

Palavras-chave: Jesuítas, Acomodação, Brazil, Japão, Século XVI.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Um olhar sobre o budismo leigo e sua relação com a mídia no Japão moderno

A perspective on lay Buddhism and its relationship with the media in modern Japan
 [Leia - pp.88-101]

Doutorando Júlio Nascimento
Universidade de Tohoku
http://lattes.cnpq.br/2210343088651085

Resumo: O presente artigo aborda uma publicação escrita por Ouchi Seiran, influente leigo budista japonês do período Meiji (1868 - 1912) no qual demonstra como alguns budistas estão refletindo sobre as discussões relativas ao sistema governamental japonês e ao Movimento pelos Direitos do Povo, grupo que buscava o estabelecimento de um parlamento popularmente eleito. A partir de seu texto, percebemos que Seiran se coloca crítico a uma possível criação de um grupo samurai privilegiado dentro do que se colocava como suposto movimento popular. 

Palavras-chaves: restauração Meiji, budismo japonês moderno, mídia moderna japonesa, Ouchi Seiran, jiyu minken undo.

Abstract: This paper discusses an article written by Ouchi Seiran, influential Japanese lay Buddhist from the Meiji period (1868 - 1912) that exposes how Buddhists were arguing about the discussions related to the government and the People's Right Movement, group that was asking for the establishment of a parliament and popular vote. From Seiran's text, we realize that he criticizes the possibility of emergence of a privileged group of samurais under the pretext of being a popular movement.

Keywords: Meiji restoration, modern Japanese Buddhism, modern Japanese Media, Ouchi Seiran, jiyu minken undo

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A interpretação do conceito de "fé" no Japão Meiji: Budismo, História e Modernidade

The Interpretation of “Faith” in Meiji Japan: Buddhism, History and Modernity
 [Leia - pp.102-121]

Wu Peiyao
Universidade de Tohoku, Japão

Resumo: Segundo estudos recentes, a apropriação do conceito de “religião” no Japão moderno fez com que o “budismo” entrasse em um processo de transformação que levou, em última instância, à reformulação de seu conteúdo em novos moldes. De acordo com o historiador das religiões Isomae Jun’ichi, um dos principais elementos desse processo foi uma certa ênfase no aspecto da crença doutrinária (biriifu ビリーフ) em detrimento da prática religiosa (purakutisu プラクティス). Embora essa dicotomia entre "doutrina" e "prática" tenha sido mais recentemente criticada por exibir um quadro ultrassimplificado do problema, ainda não sabemos sequer como a ideia de “fé” (shinkō 信仰), um aspecto fundamental da apropriação do conceito de “religião” neste esquema de Isomae, foi construída no Japão moderno. Este artigo apresenta uma visão geral dos problemas relativos ao discurso sobre o conceito de shinkō no budismo japonês moderno. Seu objetivo, no intuito de reconsiderar o estabelecimento do conceito de shūkyō 宗教 (“religião”), é sugerir algumas novas perspectivas para esclarecer o processo de construção da noção de shinkō em relação a outros termos, como Bukkyō 仏教 (“Budismo”), Nihon 日本 (“Japão”) e kagaku 科学 (“ciência”). Dentre os tópicos propostos estão o diálogo entre o budismo e o cristianismo, a reinterpretação de tradições sectárias e a posição da ideia de shinkō na historiografia religiosa moderna. Ao lidar com o problema do conceito de shinkō no Japão moderno, o artigo alude, também, à possibilidade de uma história transnacional do termo, de modo a contribuir para o crescente estudo da globalização do conceito ocidental de “religião”.

Palavras-chaves: Fé, Movimento do Novo Budismo, Sakaino Kōyō, Budismo japonês moderno, Historiografia do budismo japonês.

Abstract: As described in recent studies, the appropriation of the concept of “religion” in modern Japan caused “Buddhism” to enter a process of transformation that eventually led to the very reframing of its contents in a new framework. According to the historian of Japanese religion Isomae Jun’ichi, one of the main elements of this process was an emphasis on “belief” (biriifu ビリーフ), and a certain disregard for the “practical” (purakutisuteki プラクティス的) aspect of religion. Although this dichotomy has indeed been criticized in recent years for presenting an oversimplified picture of the process, we still know little about how the idea of “faith” (shinkō 信仰) – a fundamental notion for explaining the reception of “religion” in this Isomae schema – was established in modern Japan. This article presents an overview of problems concerning the discourse on shinkō in modern Japanese Buddhism. In order to contribute to our understanding of the concept of shūkyō 宗教 (“religion”) in modern Japan, my goal in this article is to suggest new perspectives that may help clarify the establishment of the notion of shinkō, especially in relation to other modern terms such as Bukkyō 仏教 (“Buddhism”), Nihon 日本 (“Japan”) and kagaku 科学 (“science”). Among some of the topics I propose are the dialogue between Buddhism and Christianity, the reinterpretation of ideas by sectarian traditions, and the position of the idea of ​​shinkō in the modern historiography of religion. As I deal with the issue of shinkō in modern Japan, this article also further suggests the possibility of a transnational history of the term, which could contribute to the growing study of the globalization of the Western concept of “religion”.

Keywords: Faith, New Buddhist Movement, Sakaino Kōyō, Modern Japanese Buddhism, Historiography of Japanese Buddhism.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Entre essência e manifestação: Shotoku Taishi e Shinran durante a Guerra dos Quinze Anos (1931-1945)

Between Essence and Manifestation: Shotoku Taishi and Shinran during the Fifteen-year War (1931-1945)
 [Leia - pp.122-140]

Orion Klautau
Universidade de Tohoku, Japão 

 

Resumo: Este artigo considera o desenvolvimento, no contexto da chamada Guerra dos Quinze Anos (1931-1945), de teorias ligando o lendário príncipe Shotoku (574-622) a Shinran (1173-1263), o fundador da Verdadeira Escola da Terra Pura (Jp. Jodo Shinshu). Centra-se na figura de Hanayama Shinsho (1898-1995), um dos principais nomes da pesquisa sobre o príncipe, numa época em que esta é uma das grandes questões, tanto em termos historiográficos como doutrinários. Clérigo da Verdadeira Escola da Terra Pura, Hanayama foi, nesse período, também professor no departamento de filosofia indiana na então Universidade Imperial de Tóquio, tendo sido responsável pela produção de discursos sobre o "budismo japonês" complementares à narrativa do Kokutai no hongi, publicada em 1937 pelo Ministério da Educação do Japão como resposta oficial a debates contemporâneos. O artigo discute, ainda, os interesses políticos por trás da criação de determinada imagem do príncipe Shotoku, bem como a influência de tais discursos em representações de Shinran.

Palavras-chave: Budismo Moderno, Jodo Shinshu, Shotoku Taishi, Shinran, Nacionalismo japonês

Abstract: In this paper, I intend to explore how the connection between Shotoku Taishi (574-622) and Shinran (1173-1262) was developed within academic circles in the context of the "Fifteen-year War" (1931-1945), a time during which the meaning of Prince Shotoku became perhaps the most urgent problem of Japanese Buddhism, in both historiographical and doctrinal terms. After a brief discussion of Jodo Shinshu's role within the overall context of Japanese modern history, I will focus on the work of Hanayama Shinsho (1898-1995), professor in the Department of Indian Philosophy at Tokyo (Imperial) University. A Jodo Shin cleric, Hanayama was a well-known Shotoku Taishi scholar of that time, and also responsible for the development of official discourses on the nature of "Japanese Buddhism", such as those presented in the Kokutai no hongi, published by the Ministry of Education in 1937. I discuss the political interests behind the creation of a certain image of Prince Shotoku, as well as the influence such discourses in contemporary depictions of Shinran.

Keywords: Modern Buddhism, Jodo Shinshu, Shotoku Taishi, Shinran, Japanese nationalism

 

 

 

 

UFRJ IH PPGHC ARCHAI Kliné Editora LHER Latindex REDIB